domingo, 27 de março de 2011

Sou uma reticências, uma interrogação talvés



Sou uma contradição, às vezes um sim, às vezes um não.
Um universo de sentimentos e razões inexplicáveis.
Um equilíbrio dinâmico.
Um ser que foge de limitações descritivas.
Que se descobre a cada dia sarcástica, egoísta, orgulhosa, irônica, arrogante, insensível, mas muito legal.
Fazer o que, não preciso agradar quem eu não quero.
Inconstante, super conversadeira, cheia de manias, fresca, chata, quase anti-social.
 Ás vezes tímida, ás vezes louca, ás vezes atirada, ou não. Não gosto de me sentir sufocada.
Tenho fases que nem eu mesma me entendo. Hoje, quero muito, amanhã já num sei. Tem dia que não levo desaforo pra casa, outros já levo sim, pareço boazinha, mas pisa no meu calo, pra ver só.
Ás vezes sensível, ás vezes fria. Defeitos tenho de montes. Minhas qualidades superam esses defeitos. Achava que esse meu jeitinho me incomodava, mas agora vejo que é isso que eu sou, de verdade, é minha essência, meu caráter, quer saber? Eu adoro ser assim.
Ass:
Mille

2 comentários:

Madeixa de Maria disse...

Concordo contigo na parte da qual mudamos com freqüência, hoje quer algo, amanhã não quer mais... procuro respostas para tentar aperfeiçoar e viver com objetivos traçados a longa distância... mas sempre é em vão...

Visita-me!
Beijos

Para sempre Leal disse...

pois é verdade mesmo.
bjos